29.06.2017

Assine Raul Marcelo

Raul Marcelo

Biografia

08/05/2015 0


Like 0

 

Raul Marcelo de Souza é um professor, advogado e político brasileiro, que exerce atualmente seu segundo mandato como deputado estadual em São Paulo pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).

 

Iniciou seu interesse por política acompanhando o movimento “Fora Collor”, em 1992. Também participou da Juventude Operária Católica (JOC) em Sorocaba e, anos depois, ajudou na construção do movimento Olho Vivo, na mesma cidade. Anos mais tarde, ingressou no curso de letras da Universidade de Sorocaba (Uniso), onde presidiu o Centro Acadêmico, mas antes tinha se formado em técnico em Processamento de Dados pela Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Sorocaba.

 

Nascido em São Pedro do Turvo, mudou-se com a família para Sorocaba na década de 1980. Sua vida política teve início na Juventude Operária Católica e também no movimento estudantil, principalmente na FATEC e no curso de letras da Universidade de Sorocaba

 

Entre 1999 e 2000, Raul Marcelo trabalhou como professor da Rede Pública Estadual de Educação. Convidado por um grupo de professores, amigos e militantes para concorrer como vereador em Sorocaba, Raul Marcelo aceitou o desafio de participar das eleições municipais, disponibilizando seu nome como candidato.

 

Nesse mesmo pleito eleitoral, Raul Marcelo foi eleito o parlamentar mais jovem da história do regime democrático de Sorocaba, com apenas 21 anos de idade. Foi reeleito vereador com a maior votação da cidade em 2004, pelo reconhecimento do seu trabalho no combate à corrupção, defesa da educação e saúde pública, além de apoiar os movimentos sociais.

 

Autor de inúmeras leis em vigor em Sorocaba, entre elas destacam-se a lei nº 7.357, lei da transparência em obras públicas; lei n º8.120, que institui o feriado de 20 de novembro para homenagear Zumbi dos Palmares e promover a igualdade racial em Sorocaba; lei nº 7.503 que instituiu a Semana Municipal da Inclusão Digital em Sorocaba; e a lei n. 7.496 que institui a Semana Municipal dos Direitos Humanos.

 

No ano de 2006, com 27 anos, Raul Marcelo foi eleito deputado estadual, com mais de 35 mil votos. Nesse período, casou-se com a advogada Maria Elisa Rosa e consolidou-se como um dos deputados estaduais mais jovens e atuantes. Autor de inúmeros projetos de lei em âmbito estadual e também leis que estão em vigor em nosso Estado, com destaque para a lei 13.748/09, que instituiu a obrigação dos Clubes de Futebol profissionais a assegurar a permanência e frequência escolar aos seus atletas menores de 18 anos, sob pena de multa e desligamento das competições oficiais no estado de São Paulo.

 

Em 2008, Raul Marcelo concorre pela primeira vez a Prefeitura de Sorocaba, recebendo mais de 7% dos votos. Nesse período, nasce seu primeiro filho, Raul Marcelo Junior.

 

Em 2010, Raul Marcelo foi candidato à reeleição a deputado estadual, aumentou sua votação, obtendo mais de 56 mil votos, quase o dobro da votação que o elegeu quatro anos antes, no entanto, por conta do quociente eleitoral, o PSOL elegeu apenas um parlamentar na Alesp. Durante a campanha, torna-se pai mais uma vez, com o nascimento do Ítalo. Sem mandato, Raul Marcelo se dedica aos estudos, formando-se em Direito pela Uniso e começa a advogar.

 

Sempre reconhecido pelos anos dedicados a apresentação de projetos de interesse popular e fiscalização ao poder público, em 2012, Raul Marcelo candidata-se a prefeito de Sorocaba e obtém quase 15% dos votos válidos, consolidando-se como uma das figuras públicas de maior expressão da cidade.

 

Em 2014, a população novamente elege Raul Marcelo como deputado estadual, obtendo 47.923 votos. Novamente na Alesp, tem atuação na defesa da educação e saúde pública, tendo participado da CPI da Saúde como sub-relator onde apresentou um relatório que serviu de base para a prisão e o desmantelamento de uma quadrilha que atuava nos hospitais públicos do estado de São Paulo, notadamente no Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

 

Eleições 2016 em Sorocaba

 

Durante o período eleitoral em 2016, seja no primeiro ou segundo turno, Raul Marcelo se dividiu entre seus compromissos na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e na sua candidatura à Prefeitura de Sorocaba. Militantes, apoiadores e simpatizantes contribuíram para que o PSOL realizasse uma campanha limpa, honesta, propositiva e com pouco recurso financeiro. Foram mulheres e homens que foram às ruas simplesmente pelo desejo de mudança para Sorocaba, sem aliança vendida em troca de cargo na prefeitura – como está sendo com o atual prefeito do município.

 

O programa de governo do PSOL para Sorocaba, desenvolvido a partir de conferências com especialistas de diversas áreas e com a população sorocabana, consistia em cinco eixos: “Sorocaba do Futuro”, uma aposta no que virá, pretendendo cuidar da mãe gestante e da criança sorocabana até essa concluir a educação infantil; “Sorocaba dos Direitos”, compromisso com os serviços públicos de qualidade; “Sorocaba da Liberdade”, trata do uso da cidade pelas pessoas, seja em termos de participação e decisão das ações públicas, seja pelo acesso ao que a cidade proporciona; “Sorocaba do Desenvolvimento”, medidas de fomento à geração de empregos desde o jovem até o idoso; e “Sorocaba da Ciência”, que busca sinergia entre a prefeitura e a comunidade acadêmica sorocabana.

 

No primeiro turno, Raul Marcelo obteve 74.001 votos, mesmo com pouco tempo de televisão e rádio, proporcionando o direito de disputar pela primeira vez o segundo turno das eleições municipais de 2016 em Sorocaba. Nessa etapa, seu adversário (do DEM, ex-Arena) jogou sujo contra a candidatura do PSOL, publicando nas redes sociais, até mesmo distribuindo materiais impressos, com notícias falsas e difamatórias. O outro lado sabia que Raul Marcelo crescia a cada pesquisa de intenção de votos e, de forma desesperada, fez o jogo da velha política, que é a de espalhar mentira e, com isso, quem saiu prejudicado nessa história foi a população sorocabana.

 

Mesmo não vencendo nas urnas, militantes, apoiadores e simpatizantes da candidatura de Raul Marcelo à Prefeitura de Sorocaba saíram com a cabeça erguida e a espinha reta, pois lutaram por propostas viáveis para o desenvolvimento do município, rendendo 129.784 votos no segundo turno. E o nosso plano de governo não ficará parado, até porque a vereadora Fernanda Garcia (PSOL) está guiando suas ações conforme os cinco eixos construídos por especialistas e, principalmente, por cidadãs e cidadãos que residem em Sorocaba.

Vídeos

ver mais