Raul Marcelo aciona MP para que profissionais da Educação retornem às aulas presenciais após imunização completa contra a Covid

Após a Justiça de São Paulo suspender na sexta-feira (20 de agosto) a liminar que vetava a volta dos profissionais da Educação às aulas presenciais até que todos estivessem imunizados contra a Covid-19, o deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) acionou o Ministério Público (MP) para reverter esta situação. Segundo a representação, além de cobrar do […]

1 set 2021, 11:55 Tempo de leitura: 1 minuto, 36 segundos

Após a Justiça de São Paulo suspender na sexta-feira (20 de agosto) a liminar que vetava a volta dos profissionais da Educação às aulas presenciais até que todos estivessem imunizados contra a Covid-19, o deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) acionou o Ministério Público (MP) para reverter esta situação.

Segundo a representação, além de cobrar do governo estadual rapidez na vacinação, os profissionais da Educação da rede estadual de ensino só podem retornar ao trabalho presencial após a imunização completa contra a Covid-19. Uma pessoa só é considerada imunizada contra a Covid 14 dias após completar o esquema vacinal, que são as duas doses ou a dose única (no caso do imunizante da Janssen).

O percentual de professores sem o ciclo vacinal completo é de 49%, ou seja, metade dos profissionais ainda não estão imunizados, mesmo assim muitos deles estão sendo convocados para atividades presenciais. Tal medida é uma afronta às recomendações internacionais da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a imunização.

A ação vem para proteger profissionais que ainda não foram imunizados com ambas as doses necessárias na maioria das vacinas disponíveis na atualidade, bem como avançar a vacinação dentro da área da educação e criar um canal central para o recebimento de requerimentos administrativos individuais de professores que ainda não estejam seguros para o retorno às aulas presenciais.

“O percentual de professores que ainda não receberam a segunda dose é altíssimo e é inadmissível que estes profissionais sejam expostos dessa forma. Temos muitos professores com idade avançada, com comorbidades e temos que protegê-los, já perdemos muitos profissionais da educação para a Covid”, argumenta o deputado Raul Marcelo. “O foco tem que ser avançar a vacinação de forma mais ágil, já que a intenção é retomar as aulas de forma integral”, finaliza.