19.03.2019

Siga Raul Marcelo

Raul Marcelo

Informações/contato/denúncias
 (15) 3411-3465 / (11) 3886-6500
 contato@raulmarcelo.com.br
 (15) 98812-9396

Mandato cobra aprovação de projeto de lei que cria o Dia da Consciência Negra no Estado de São Paulo

21/11/2017 0

Mandato cobra aprovação de projeto de lei que cria o Dia da Consciência Negra no Estado de São Paulo

Like 0

 

O deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) usou a tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta terça-feira (21) para colocar em pauta o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

 

“É uma data para reflexão sobre nosso passado escravista e a discriminação racial que ainda hoje permeia fortemente o Brasil, sinalizando a dívida que temos para com a raça negra, resgatando nossos erros do passado para uma sociedade melhor no presente e futuro”, afirma.

 

Pensando justamente nessa questão, Raul Marcelo é autor de um projeto de lei, aprovado na Câmara de Sorocaba e sancionado pelo prefeito, que cria o Dia da Consciência Negra, celebrando em 20 de novembro. Esta data vem para lembrar a luta contra a escravidão no Brasil e homenagear o grande herói negro dos Quilombos, Zumbi dos Palmares, assassinado em 20 de novembro de 1695.

 

Tal iniciativa que também foi levada, em 2007, para o Estado de São Paulo, sendo aprovada em três comissões da Assembleia Legislativa de São Paulo. Mas o projeto de lei (397/2007) não foi colocado em votação por questões políticas da época. “Nossa ideia é retomar a discussão para que o Dia da Consciência Negra abranja para todas as cidades do Estado de São Paulo.”

 

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge), a população negra tem mais dificuldade de conseguir emprego e, quando consegue, ganha salários mais baixos do que a população branca. A renda média real recebida pelas pessoas ocupadas no País foi estimada em R$ 2.043,00 no quarto trimestre de 2016. O rendimento dos brancos era de R$ 2.660,00 (acima da média nacional), enquanto os trabalhadores que se declaram pretos esteve em R$ 1.461,00.

 


Vídeos

ver mais