29.06.2017

Assine Raul Marcelo

Raul Marcelo

“Não vamos admitir que haja eleições indiretas no Brasil; povo brasileiro é quem vai decidir”, declara Raul Marcelo

05/18/2017 0

“Não vamos admitir que haja eleições indiretas no Brasil; povo brasileiro é quem vai decidir”, declara Raul Marcelo

Like 0

 

O deputado estadual Raul Marcelo (PSOL) pediu a palavra durante sessão na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) para tratar sobre a crise política instalada no País nos últimos anos e defendeu a realização de Eleições Diretas. “Não vamos admitir que haja eleições indiretas. O povo brasileiro é quem vai decidir o rumo do nosso Brasil”, declarou.

 

Raul Marcelo disse que, após a entrada do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB) e seus aliados, a agenda foi entregar os recursos naturais para o capital estrangeiro. “Isso está sendo claro quando Temer deixou o exército americano entrar na Amazônia. Também entregou o pré-sal para as empresas de fora. Temer não quer apenas acabar com os direitos dos trabalhadores. Seu projeto é entregar totalmente o Brasil para os Estados Unidos”, afirmou, dizendo que o atual governo federal também quer privatizar os bancos públicos, principalmente o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

 

Durante sua fala na tribuna, o deputado PSOL defendeu convocar uma ampla campanha pela interrupção imediata do trâmite das contrarreformas trabalhista e da Previdência, bem como pela prisão de corruptos e corruptores. “Nosso mandato apoia a convocação de todo o povo paulista a participar dos atos unitários a partir dessa quinta-feira (18/05), para endossar fortemente o pedido de saída imediata de Temer e convocação de Eleições Diretas Já”, afirmou. Em Sorocaba, o ato acontece nesta quinta-feira (18), às 17h, no Terminal Santo Antônio, e terá a presença do deputado Raul Marcelo.

 

Em relação a Aécio Neves, afastado do seu mandato de senador e da presidência do PSDB Nacional, que teria recebido propina no valor de R$ 60 milhões, o deputado defendeu a prisão do tucano. “Os últimos fatos comprovam, mais uma vez, que Temer e seus aliados não têm mais nenhuma condição de se manterem à frente do País. O Palácio do Planalto, que já vem enfrentando dificuldades de aprovar a reforma da Previdência, agora está prestes a ruir definitivamente. Da mesma forma, Aécio Neves tem que ser preso.”


Vídeos

ver mais